A FAPEU
NOTÍCIAS
Publicado em 24/01/2022 à 07:01:44
Por: assessoria
Campus da UFFS adapta a capacitação de docentes
Projeto de Formação Continuada de Professores da Região Macromissioneira do RS, existente desde 2013, tornou-se on-line com a pandemia de covid-19

Como diriam os ingleses, o show não pode parar (“the show must go on”). E a educação também não. A pandemia de covid-19 mudou a vida de todos, e as metodologias de ensino igualmente tiveram de se adaptar à nova realidade. No campus de Cerro Largo (RS) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), a formação continuada de professores fez a lição de casa e seguiu adiante. O virtual substituiu o presencial e manteve viva a chama do conhecimento.

O projeto de extensão Formação Continuada de Professores da Região Macromissioneira do Rio Grande do Sul é desenvolvido desde o ano de 2013 e, ao longo desse período, mantém parcerias com Secretarias Municipais de Educação e Coordenadorias Regionais de Educação. Somente em 2021, o trabalho envolveu 18 cidades da região de abrangência do campus Cerro Largo, mas o número oscila a cada ano. A iniciativa conta com gestão administrativa e financeira da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu). “A Fapeu dá o apoio técnico e faz o gerenciamento dos recursos recebidos, principalmente para o pagamento de bolsas aos professores formadores e estudantes”, explica a professora Neusete Machado Rigo, coordenadora do projeto. Nos anos de 2020 e 2021, o projeto foi financiado com recursos provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Elvino Bohn Gass e recebeu a inscrição de 300 professores dos anos finais do ensino fundamental.

O projeto oferece formação continuada para o aperfeiçoamento das práticas de professores de diferentes áreas de conhecimento. A metodologia de trabalho desenvolve-se a partir de encontros formativos mensais, de maio a novembro. Os docentes são organizados em Grupos de Trabalho (GTs) segundo as áreas de conhecimento (Linguagens, Ciências da Natureza, Matemática e Ciências Humanas), e o processo de capacitação ocorre sob a coordenação de professores formadores da UFFS e do Instituto Federal Farroupilha (IFFar), campus Santa Rosa (RS). Os encontros são organizados por áreas de conhecimento, em dias específicos da semana. Cada Secretaria Municipal de Educação designa um professor como responsável para assumir o papel de articulador da formação local, como um orientador e disseminador em suas unidades dos conteúdos encaminhados a partir dos encontros formativos.

Com a pandemia, as capacitações presenciais foram trocadas pelas virtuais. “O afastamento social impediu que as atividades formativas do projeto se desenvolvessem de modo presencial, como vinham sendo planejadas. A escola havia sido ‘suspensa’, mas o ensino não! Como reinventar a escola e os processos de ensino em meio a uma pandemia? Essa problematização impulsionou as ações formativas criadas para este contexto. Foi necessário reinventar o processo formativo com encontros on-line”, lembra a professora Neusete Rigo.

Desafios

O ano de 2020 foi desafiador e 2021 continuou sendo. “Para possibilitar o desenvolvimento do projeto, realizamos encontros mensais nos GTs, via plataforma Webex Cisco Meeting, além de encontros gerais para discutir temáticas e questões pertinentes a todas as áreas do conhecimento. Esses encontros gerais foram promovidos em lives e transmitidos na página do projeto no Facebook em https://abre.ai/formacaocontinuadamacromissioneira”, conta a coordenadora.

Em 2020 foram realizados oito encontros on-line nos GTs e duas lives para discutir com os professores o contexto pandêmico de covid-19 e as possibilidades da organização do ensino nestas condições. As temáticas das lives foram “A educação em tempos de pandemia: reflexões para pensar a escola e o ensino” e “A pandemia suspendeu a escola: reinventamos o ensino e os nossos encontros”. “Os resultados desses encontros foram muito significativos porque possibilitaram aos professores a realização de relatos de experiências, os quais foram discutidos e fortalecidos pelas contribuições e análises realizadas pelos professores formadores nos GTs. Isso porque as aulas remotas foram muito desafiadoras para os professores nas escolas, pois a maioria dos alunos não tinham acesso às plataformas digitais, assim dependiam da ‘invenção’ de novas estratégias de ensino”, lembra a professora. Para não ficarem restritos às atividades impressas que eram encaminhadas periodicamente aos estudantes, o WhatsApp e vídeos produzidos pelos professores e alunos foram incorporados à rotina pedagógica.

Livro

Em 2021 foram realizados três encontros gerais e 28 encontros nos GTs por área do conhecimento, além da publicação de um livro. As temáticas discutidas nos encontros gerais transmitidas pela página do programa no Facebook foram “Os docentes como criadores dos processos curriculares”, “Escola: formação humana e protagonismo dos professores” e “Formação permanente de professores: desafios e tensões em contextos emergentes”. Nos encontros por GTs foram realizados estudos e reflexões pertinentes à área de conhecimento, além de metodologias com a utilização de recursos tecnológicos. O conteúdo destes encontros foi apresentado, por meio de artigos e relatos de práticas de professores participantes e formadores dos GTs, no livro e ebook “Formação Continuada Macromissioneira: processos formativos que ressignificam o currículo escolar e a docência em diferentes contextos”, que está disponível em https://abre.ai/formacaocontinuadalivro

Se a educação e a formação continuada de professores não podem parar, em 2022 está garantida mais uma temporada de conhecimento pedagógico e curricular. Mais uma vez, com financiamento de emenda parlamentar do deputado Elvino Bohn Gass, um novo contrato foi firmado com a Fapeu em outubro passado. Para este ano, a proposta é inscrever no mínimo 180 professores, realizar seis encontros de formação em cada um dos quatro GTS (24 no total), promover três encontros gerais com todos os GTs, publicar um livro com artigos produzidos no processo de realização do curso de formação continuada e apresentar resultados do projeto em eventos de extensão.



PROJETO: FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA REGIÃO MICROMISSIONEIRA / COORDENADORA: Neusete Machado Rigo / neusete.rigo@uffs.edu.br / UFFS / Campus Cerro Largo / 22 participantes

Últimas Notícias
Veja mais notícias da categoria >>
Veja outras notícias >>

Endereço: Rua Delfino Conti, s/nº , Campus Universitário, Bairro Trindade
Florianópolis/SC - CEP 88040-370 - Tel: (48)3331-7400. contato@fapeu.org.br
AC Cidade Universitária, Caixa Postal 5153, Bairro Trindade, Florianópolis/SC, CEP 88040-970
CNPJ: 83.476.911/0001-17 - Inscrição Estadual: ISENTO - Inscrição Municipal: 61.274-0
Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h
Copyright© FAPEU - Todos os Direitos Reservados

. .